“Até qualquer dia”

Correr, correr. Começou a chover. O calor dos pastéis acabados de comprar contra o peito sabe bem, como um abraço apertado, carinho despersonificado. Passa um eléctrico, dois. Finalmente consigo saltar para dentro da camioneta prestes a partir. Ou era um eléctrico daqueles modernos? Acho que sim. O 15 senão me engano.

Uma paragem, duas. Umas quantas, não sei. Perdi a conta, sinceramente, estava demasiado embrenhada numa história que não era a minha.

Uma sombra projectou-se por cima da frase . Algo sobre pura bondade, aulas de Latim e vendedores de almas. E senti alguém sentar-se à minha frente.

Primeiro uma luta de olhares, mas tive que desistir. Vieram os sorrisos, sim. E os “baixares de cabeça”. Coisas parvas. Mas não consegui evitar.

“Strange days have found us…”
, cantava o Jim.

E quando dei por mim, a paragem aproximava-se cada vez mais. E o Jim continuava a cantar-me ao ouvido

“This is the end, beautiful friend
This is the end, my only friend
The end of our elaborate plans
The end of everything that stands
The end

No safety or surprise
The end
I’ll never look into your eyes again

Rasguei um canto da última folha do livro e rabisquei uns números à pressa. E deixei-o no meu lugar antes de sair

“- Até qualquer dia.”

Anúncios

Falta do que fazer


Your Personality Is

Rational (NT)You are both logical and creative. You are full of ideas.

You are so rational that you analyze everything. This drives people a little crazy!

Intelligence is important to you. You always like to be around smart people.

In fact, you’re often a little short with people who don’t impress you mentally.

You seem distant to some – but it’s usually because you’re deep in thought.

Those who understand you best are fellow Rationals.

In love, you tend to approach things with logic. You seek a compatible mate – who is also very intelligent.

At work, you tend to gravitate toward idea building careers – like programming, medicine, or academia.

With others, you are very honest and direct. People often can’t take your criticism well.

As far as your looks go, you’re coasting on what you were born with. You think fashion is silly.

On weekends, you spend most of your time thinking, experimenting with new ideas, or learning new things.

The Three Question Personality Test

 

Por favor, arrangem-me uma vida XD

Coisas

Ter certezas dá muito trabalho.
Os Manicómios estão cheio de gente com certezas a mais.
Se pensar um pouco nisso, a Loucura não passa disso. O preocupar-se em ter certezas. É isso que nos leva à obecessão, ao delírio e eventualmente à total perda da percepção do mundo. É como uma sobrecarga cerebral ou algo do género. Não fomos feitos para ter certezas. Porque queremos sempre mais, e as certezas são possivelmente o fim da linha. O fim das nossas buscas. E viver sem mais objectivos é impossível. É por isso que também não acredito na Felicidade. Momentos talvez. Acho difícil acreditar que exista algo aqui em estado puro. Talvez o Ser Humano não conseguisse aguentar nada asim. Talvez o “completo”, o “puro”, talvez tudo isso não pase de uma ideia utópica, uma espécie de motivação que nos faz perseguir o “próximo objectivo”, uma injecção de “anti-estagnação” na nossa existência.

Sei lá.

 

monkey__fire__hat__cigarret_by_thehumanfly.jpg

” (…)Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso ser tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Génio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho génios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
Em todos os manicómios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?
Não, nem em mim…
Em quantas mansardas e não-mansardas do mundo
Não estão nesta hora génios-para-si-mesmos sonhando?
Quantas aspirações altas e nobres e lúcidas –
Sim, verdadeiramente altas e nobres e lúcidas -,
E quem sabe se realizáveis,
Nunca verão a luz do sol real nem acharão ouvidos de gente?
O mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão. (…)
Fiz de mim o que não soube,
E o que podia fazer de mim não o fiz.
O dominó que vesti era errado.
Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me.
Quando quis tirar a máscara,
Estava pegada à cara.
Quando a tirei e me vi ao espelho,
Já tinha envelhecido.
Estava bêbado, já não sabia vestir o dominó que não tinha tirado.
Deitei fora a máscara e dormi no vestiário (…)
(…)E saboreio no cigarro a libertação de todos os pensamentos.
Sigo o fumo como uma rota própria,
E gozo, num momento sensitivo e competente,
A libertação de todas as especulações
E a consciência de que a metafísica é uma consequência de estar mal disposto.”
(…)

Álvaro de Campos, Tabacaria

Some kind of love… ou assim

Sinceramente às vezes ponho-me a pensar…Valerá a pena? Não sei. Nunca passei por isso. Mas olho à minha volta e só vejo desilusão. Desilusão na cara de toda a gente. Felicidade momentânea que vai plo ralo abaixo num piscar de olhos. E continuo a perguntar-me, valerá a pena tudo aquilo?

Há um tempo daria tudo para estar na pele deles. Mas agora penso duas vezes. Não quero perder as minhas poucas certezas, não quro perder o meu chão, mas ao mesmo tempo… O buraco negro clama por mim. Estou farta da estagnação que é a minha vida. Mas ao mesmo tempo tenho medo, e não sei se valerá minimamente a pena. Tanta coisa por 15 minutos de felicidade e depois, abismo com ela!

Será preferível viver assim ou não viver de todo?

And I guess that I just don´t know

I don’t know just where I’m going
But I’m goin’ to try for the kingdom if I can
‘Cause it makes me feel like I’m a man
When I put a spike into my vein
Then I tell you things aren’t quite the same

When I’m rushing on my run
And I feel just like Jesus’ son
And I guess I just don’t know
And I guess that I just don’t know

I have made big decision
I’m goin’ to try to nullify my life
‘Cause when the blood begins to flow
When it shoots up the dropper’s neck
When I’m closing in on death

You can’t help me not you guys
All you sweet girls with all your sweet talk
You can all go take a walk
And I guess I just don’t know
And I guess I just don’t know

I wish that I was born a thousand years ago
I wish that I’d sailed the darkened seas
On a great big clipper ship
Going from this land here to that
I put on a sailor’s suit and cap

Away from the big city
Where a man cannot be free
Of all the evils in this town
And of himself and those around
Oh, and I guess I just don’t know
Oh, and I guess I just don’t know

Heroin, be the death of me
Heroin, it’s my wife and it’s my life
Because a mainer to my vein
Leads to a center in my head
And then I’m better off than dead

When the smack begins to flow
Then I really don’t care anymore
About all the Jim-Jims in this town
And everybody putting everybody else down
And all of the politicians makin’ crazy sounds
All the dead bodies piled up in mounds, yeah

Wow, that heroin is in my blood
And the blood is in my head
Yeah, thank God that I’m good as dead
Ooohhh, thank your God that I’m not aware
And thank God that I just don’t care
And I guess I just don’t know
And I guess I just don’t know

HeroinLou Reed

A Nostalgia não me faz mal.

 

 

_mg_0526.jpg

Sometimes it’s heaven,sometimes it’s hell
Sometimes i don’t even know
Sometimes i take it as far as i can
Sometimes i don’t even go

My front tracks are headed for a cold water well
My back tracks are covered in snow
Sometimes it’s heaven,sometimes it’s hell
Sometimes i don’t even know

Heaven ain’t walking a street paved with gold
Hell ain’t a mountain of fire
Heaven is laying in my sweet baby’s arms
Hell is when my baby’s not there
My front tracks are headed for a cold water well
My back tracks are covered in snow
Sometimes it’s heaven,sometimes it’s hell
Sometimes i don’t even know

Sometimes it’s heaven,sometimes it’s hell
Sometimes i don’t even know

Heaven or Hell – The Outlaws (Waylon Jennings)